Os Exploradores!

Na minha terra,Belo Horizonte,quando alguém é irrequieto e não consegue ficar muito tempo parado no mesmo lugar,dizemos que o fulano comeu perna de cachorro.Este blog é para isto:compartilhar com nossa familia e nossos amigos,um pouco de nossas aventuras pelo mundo,traduzindo em imagens e palavras,uma grande paixão,viajar!
Valei-me São Richard Burton, eis que aqui se encontram as fotos e as sucessivas desventuras em série de Sérgio e Ariane, na sua missão de encontrar novas vidas, novas civilizações, audaciosamente indo onde, nenhum gajo, que não passou além da Tapobrana, jamais esteve...

terça-feira, 1 de maio de 2012

PASTEIS ESTRESSADOS DE BELÉM

 Viagens apresentam rituais próprios que precisam ser cumpridos.Sabores,lugares,sons ,que precisam ser experimentados ,do contrários voce não terá ido a nenhum lugar.Falar de Lisboa evoca os famosos pastéis de Belém ,um docinho de massa folhada recheada com creme .Pode ser encontrado a cada 5 metros percorridos ,sempre com o nome de Pastel de nata ,mas com a denominação controlada de origem "Pastel de Belém " só na fabriqueta de mesmo nome ,localizada no bairro homonimo ,ao lado do mosteiro do Jeronimos.A iguaria ,nos botecos da cidade, é de comer de joelhos .Então como não ir na fonte dos originais?
O único problema é que ,num domingo,dezenas de milhares de turistas costumam ter esta mesma idéia .E aí...

A fábrica existe ,no mesmo lugar,desde 1837.Coisa de responsa!
O ritual exige que voce polvilhe açúcar de confeiteiro e canela sobre o quitute antes de degusta-lo.
Aí vem o macete do PERNA DE CACHORRO.Esta é a vista de dentro do balcão da fábrica,onde se observa uma horda de turistas tentando comprar umas embalagens semelhantes àquelas de papelão do McDonalds, com 3 pasteisinhos dentro.Demora quase uma hora para ser atendido.
O pulo do gato é que ,se voce entrar,encontrará cerca de 5 salões repletos de mesas ,onde voce pede um cafezinho(aqui chamado de bica) para acompanhar os pasteis e pode aprecia-los confortavelmente,sem fila espera no sol.As mesas são bem disputadas aos domingos,mas nada que se compare à confusão do lado de fora.
Dona Ariane, toda pimpona,apreciando seus quitutes.A massa é realmente inigualavel,mas o recheio não é melhor que o da CONFEITARIA NACIONAL ,localizada no Largo da Figueira ,sobre a qual falaremos em outra oportunidade.Abaixo ,os salões,que,embora cheios,são menos estressantes que o balcão.

SERVIÇO:
FABRICA DOS PASTEIS DE BELÉM:   http://www.pasteisdebelem.pt/


2 comentários:

  1. Ah, também fui aí...e disputei o lado de fora...e não era domingo!

    ResponderExcluir