Os Exploradores!

Na minha terra,Belo Horizonte,quando alguém é irrequieto e não consegue ficar muito tempo parado no mesmo lugar,dizemos que o fulano comeu perna de cachorro.Este blog é para isto:compartilhar com nossa familia e nossos amigos,um pouco de nossas aventuras pelo mundo,traduzindo em imagens e palavras,uma grande paixão,viajar!
Valei-me São Richard Burton, eis que aqui se encontram as fotos e as sucessivas desventuras em série de Sérgio e Ariane, na sua missão de encontrar novas vidas, novas civilizações, audaciosamente indo onde, nenhum gajo, que não passou além da Tapobrana, jamais esteve...

quinta-feira, 4 de junho de 2015

A CASA DE LÉON TROTSKY


O túmulo onde repousam as cinzas do lider russo e de sua esposa Natália 



A Cidade do México tem muitos tesouros históricos . Preserva e expõe com muita competência a arte , arquitetura e ciência de Maias , Aztecas , Olmecas e tantos outros povos meso-americanos qua aqui viveram até a chegada dos espanhóis de Cortez .

Entretanto , conscientemente ou não , os mexicanos desdenham de um tesouro histórico , e consequentemente turístico ,que abriga em sua capital , a saber, a casa que serviu de refúgio e morada para um dos mais importantes personagens da história mundial : Léon Trotsky .

A casa , localizada no bairro de Coyoacán , encontra-se em estado lastimável , é pouco divulgada pelas autoridades e recebe um minguado fluxo de turistas semanalmente , apesar do espetacular acervo  e das instalações que contam uma das páginas mais tristes da politica do século XX.

Trotsky foi um dos idealistas , ao lado de Lenin , da revolução russa , que pela primeira vez  na história , conduziu ao poder um governo de trabalhadores . Após a morte precoce de Lenin , Stálin , um tirano com mais mortes que Hitler no currículo , tomou as rédeas do país e expulsou ou matou todos os seus potenciais adversários , entre eles , Léon Trotsky , que peregrinou por diversos países como Noruega e França .

Sempre representando um incomodo para seus anfitriões ,Trotsky foi sendo repetidamente expulso dos países por onde passou , até que, em 1937, o presidente Lázaro Cárdenas , de corrente populista , cedeu aos apelos do pintor comunista Diego Rivera e ofereceu asilo politíco ao russo no México.

Inicialmente alojado com sua esposa , na casa em que o pintor morava com  Frida Kahlo , no bairro de Coyoacán , na Cidade do México ,o lider bolchevique logo traria discórdia para aos anfitriões , ao se envolver amorosamente com Frida .

Em face deste acontecimento , muda-se para a casa que se tornaria seu túmulo e seu museu , a poucos quarteirões de distãncia .





A casa onde morreu o líder russo , em péssimo estado de conservação

Preocupado com a perseguição de Stálin , Trotsky reforça muros e blinda as portas e janelas de sua derradeira morada , além de se cercar de uma equipe de guarda-costas .




Trotsky vivia da renda de seus livros . Nesta mesa ele ditava seus textos num gravador rudimentar (ao fundo) que depois eram datilografados por sua secretária .

Sofre um primeiro atentado , e sai ileso , por parte dos Stalinistas mexicanos , liderados pelo muralista David Siqueros , que desfere dezenas de tiros de metralhadora contra a casa . Escapa milagrosamente ao deitar-se no momento dos disparos .





Um simpático guia , trotskista ,é claro , conduz a visita com enorme competencia .


Meses depois , sofre o atentado definitivo , perpetrado por um antigo servidor , na verdade um Stalinista infiltrado em sua equipe de segurança , que lhe desfere um golpe com um picador de gelo no crânio.


O escritório e a mesa onde Trotsky morreu
Uma boa solução para a revitalização do Museu Casa de Léon Trotsky seria a promoção de sua visita junto aos milhares de turistas que vão até a casa de Frida Kahlo , situada  a poucas quadras dali , além da divulgação desta fantástica atração nos canais oficiais de turismo do México , práticas , até agora , inexistentes .





Marcas dos tiros do primeiro atentado sofrido por Léon Trotsky.

A Fachada do museu
FAÇA A COISA CERTA : Endereço :Rio Churubusco 410, Del Carmen, 
Metro ; estação Coyoacán (Tome um táxi após chegar a estação ou caminhe cerca de 20 minutos)

sábado, 30 de maio de 2015

TEOTIHUACÁN

O LUGAR ONDE OS HOMENS SE TORNAM DEUSES 


Redescoberta apenas em 1864 , Teotihuacán é uma cidade anterior ao período dos aztecas que a encontraram vários séculos após sua desocupação original , por volta do ano 650 DC .

Julgando estar diante de monumentos  religiosos e funerários , os aztecas a batizaram com seu nome atual , cujo significado é "O lugar onde os homens se tornam deuses".

Hoje está tombada como "Patrimônio da Humanidade " pela UNESCO e é um dos lugares que não se pode deixar de visitar , antes de partir deste mundo.

Os arqueólogos admitem que ainda há muito para ser descoberto no local . No último mês de Maio o "History Channel" noticiou a descoberta de um veio de mercúrio correndo sob a Pirâmide do Sol .

Apesar de afastado da Cidade do México , o monumento pode ser facilmente visitado sem a necessidade de se contratar excursões .A viagem demora cerca de uma hora e para aproveitar bem tudo que o Parque Arqueológico tem para oferecer é interessante sair bem cedo . Outra possibilidade interessante é conjugar esta viagem com a visita à Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe , que fica no caminho de volta para a Cd Mx . Neste caso , compre o bilhete de ida e volta e , ao retornar , peça ao motorista para deixá-lo próximo à estação de metro de "Índios Verdes" . Fica perto da Basílica e voce "mata" dois passeios longos num mesmo dia .

 É o que o PERNA DE CACHORRO vai mostar nesta matéria.( No final há uma conexão para o Sítio Eletronico oficial de Teotihuacán )




 Começando pelo fim: O alto da Piramide do Sol . Uma subida duríssima sob calor escaldante .




Como Chegar : Vá de metro até a estação "Autobuses del Norte" . A cidade do México possui outros tres terminais rodoviários , cada um para uma direção do país .





A entrada do parque arqueológico . São tres entradas e esta é a numero um . Se estiver com preguiça de caminhar , o que será uma pena , entre na número 3 e vá direto ás pirâmides. A entrada custa cerca de 15 Reais.





Vista inicial : A Pirâmide do Sol em primeiro plano.





O confortável terminal de Autobuses del Norte . Ao entrar , tome o corredor à esquerda e vá até o último guiche , viação ...Teotihuacan , é claro . Mas um detalhe : Peça a passagem para "los Piramides " , porque há depois o vilarejo de San Juan de Teotihuacan. Ao entrar no onibus , relembre o motorista . A passagem de ida e volta custa menos de 40 reais .





Mais uma placa de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO no meu currículo .






A "Avenida de los muertos "que passa pelas duas piramides .








 Pirâmide do Sol , antes da subida .







 Uma amostra dos degraus .Subida para os fortes !









FAÇA A COISA CERTA :
Metro : Estação Autobuses del Norte
Sítio eletronico :     www.teotihuacan.inah.gob.mx/

quinta-feira, 28 de maio de 2015

MUSEU NAC. DE ANTROPOLOGIA DO MÉXICO

A América latina possui excelentes museus de arte e história Pré -Colombianas .O PERNA DE CACHORRO já te levou a vários deles . O Museo de la Nacion em Lima , o Museo de Arte Precolombino de Santiago e o Museo del Oro de Bogotá são belos exemplos .
Mas nenhum dos citados se compara em estrutura e suntuosidade ao portentoso Museo Nacional de Antopologia da Cidade do México .
Localizado dentro do Bosque de Chapultepec e junto ao Paseo de la Reforma , o MNA fica na região central da Cidade do México , fácil de chegar por metro , onibus ou taxi.
Gigantesco , possui 27 salas de exposição que exigem , no mínimo, um dia ou uma tarde inteira para ser percorrido satisfatoriamente . Se estiver disposto a passar um dia (agradável) por lá , o MNA dispõe de um confortável restaurante e café , além de uma ótima lojinha de lembranças .Audiofones, guarda-volumes e palestras guiadas também estão disponíveis . É permitido fotografar , sem uso do flash.


DICA DO PERNA : Comece pelas salas Maya e Azteca . Voce estará descansado e bem disposto para ver as salas mais importantes do museu . Depois percorra as demais . Que são bárbaras !



 A onipresente , e bela , bandeira tricolor mexicana na entrada do museu .



 No hall principal , um unico pilar, o "Paráguas" , ou guarda-chuva ,sustenta todo o teto . Uma atração à parte .





 Exposição na sala Azteca , a vedete do museu junto ás salas Maya e de Teotihuacan.Veja , ao fundo da foto , a pedra do "Calendário Azteca".




 Dentro das salas e nos Jardins , templos inteiros , reconstruídos pedra a pedra . As palavras fogem da boca !





 Nos jardins , rica estatuária , além de túmulos e templos .






  Chalchiuhtlicue , a esposa de Tlaloc .(A da esquerda . A da direita é a esposa do Sérgio ,mesmo !)





Um templo Maya perdido na selva !





A lojinha do museu tem presentes e lembranças imperdíveis . E não é caro!




FAÇA A COISA CERTA :Museo Nacional de Antroplogia
Avenida Gandhi , esquina com La Reforma.
Metro: Estações Auditório e Chapultec
Sitio eletronico :   www.mna.inah.gob.mx

sábado, 24 de janeiro de 2015

SAN IGNÁCIO , MISIONES

Um triunfo do Humanismo , um fracasso da humanidade .

Esta frase pode definir os 160 anos de uma das experiências mais representativas do que o gênero humano é capaz de produzir : A formação e  a atuação das missões jesuíticas guaranis no sul do continente americano.

Espalhadas entre os territórios hoje ocupados por Brasil , Argentina e Paraguai , 30 povoados abrigaram , cada um , até 5000 indígenas ,que conduzidos por padres espanhóis e portugueses , aprenderam idiomas , artes , religião , além de uma série de ofícios como carpintaria , luteria e tecelagem . Mais que isso , conviveram pacificamente entre si , encerrando séculos de lutas tribais .Se hoje , é considerada incorreta a imposição de uma fé européia aos índios sul-americanos , naquela época era uma prática aprovada pelos pensadores e humanistas de todo o mundo . O mérito dos jesuítas , contudo , foi consegui-lo de maneira pacífica e respeitosa , para os padrões daqueles séculos .

Ao fim do século XVIII , em face de tratados territoriais entre Portugal e Espanha , e em virtude da cobiça que o poder e a riqueza da ordem jesuíta despertara nas casas reais dos dois países ibéricos , somada ao interesse dos povoadores na reescravização dos índios ,os 30 povoados foram brutalmente arrasados por forças militares .

Esta história é muito bem ilustrada em "O Continente ", primeiro tomo da magistral obra de Érico Veríssimo , "O TEMPO E O VENTO " , quando o personagem Pedro Missioneiro sobrevive ao massacre e encontra abrigo na família de Ana Terra .
Outra referencia importante é o filme A MISSÃO , estrelado por Jeremy Irons e Robert de Niro que tratada obra dos padres espanhóis na região e de seu fim através das guerras guaraniticas .

O PERNA DE CACHORRO visitou a mais conservada das missões , San Ignácio Miní (1610), localizada na Argentina .O local conta com um parque arqueológico bem montado , com museu e a area das ruínas bem estruturada com totens de auto-serviço para explicações em 5 linguas e visitas guiadas.





Exemplo da luteria guaraní .A Missão exportava alimentos para Buenos Aires e violinos para Roma .



Maquete mostrando a cidade jesuíta durante seu Explendor.



Portal da antiga catedral.




Detalhe de porta interna com o brasão de Santo Inácio de Loiola.




Entrada do museu que abre o parque arqueológico.



Vista da praça central da Missão.


FAÇA A COISA CERTA : Voce pode chegar a San Ignacio de carro a partir de Puerto Iguazú (240) km ou a partir de Posadas , capital da província (59 km) ,onde há um aeroporto servido por voos das Aerolíneas Argentinas até Buenos Aires .

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

ALTA GRACIA , Província de Córdoba (Arg)

Alta Gracia é uma cidadezinha encantadora do norte argentino , próxima á Córdoba , que guarda muita história desde o período da colonização jesuíta .
É, porém, de um morador quase conteporâneo ilustre que vem sua fama mais recente : Alta Gracia , por seu ameno clima serrano abrigou , durante felizes anos da infância , o lider revolucionário Ernesto Che Guevara .
A casa em que o companheiro de Fidel morou é hoje um bem montado museu histórico . Outra atração imperdível da cidade é a estância Jesuítica , núcleo da colonização espanhola na região , mais tarde transformada em residencia de um dos mandatários do antigo vice reino do Prata .Além disso , charmosos cafés e bons restaurantes completam o agradável roteiro turístico de Alta Gracia .

O melhor acesso á cidade é a partir de Córdoba mesmo . Há uma estação de micro-onibus , o "Terminal mercado Sud" no final da avenida Illia , com saídas de 30 em 30 minutos, durante a semana . O percurso dura cerca de 1 hora e você pode pedir (aliás deve)ao motorista para deixa-lo(a) próximo á Casa do Che .

A antiga residencia da família Guevara é uma casa ampla ,avarandada , com lareira e quintal ,escolhida devido á frágil saúde do pequeno Ernesto , paciente crônico de bronquite .
Os cômodos estão decorados como eram originalmente, naquela época . O quarto do Chê , por exemplo , exibe sobre a escrivaninha os livros de aventura , como " Simbad , o marujo" ,que embalaram os sonhos juvenis do futuro herói da revolução cubana .


A fachada da linda casinha tem o menino ernesto sentado na varanda .




"La Poderosa "- O museu  afirma que é uma reconstrução da moto original.



O macacão de campanha do Guerrilheiro - O mundo nunca mais seria o mesmo depois dele.


Há preciosidades como a bicicleta motorizada que ele usou para uma viagem pelo interior argentino  e a  reconstituição  da célebre "La poderosa " , a motocicleta que o conduziu , juntamente com Alberto Granado, pela América do Sul profunda  , viagem imortalizada no emocionante filme de Walter Salles "Diários de motocicleta" .
Outra relíquia é um uniforme militar cubano usado pelo guerrilheiro . O museu possui bons guias impressos , inclusive em português , que permitem explorar com detalhes todos os ambientes .Há descrições de cada sala , de cada objeto .Um passeio imperdível !


Distando cerca de 15 minutos de caminhada , por ruas fartamente arborizadas , está a Estância Jesuítica de Alta Gracia , cuja construção é datada de 1643.
Trata-se de um complexo usado pelos missionários como escola , residencia e templo , durante o processo de catequese dos nativos daquela região .


A entrada da missão jesuítica de 1643.




A residencia do antigo Vice-Rei da região do Prata .




Os bem cuidados jardins dos padres jesuítas permanecem intactos .




A Iglesia Paroquial de Nuestra Señora de la Merced integra o complexo arquitetônico.


A Estância possui dois pátios internos ajardinados , em torno dos quais se situavam as salas , oficinas e demais dependencias empregadas no trabalho jesuíta .
Posteriormente , o local foi transformado em residencia particular do Vice rei do Prata Santiago de Liniers , sendo seus cômodos adaptados para uma luxuosa moradia de campo .
 Por isso , parte do complexo está decorada com móveis de época reconstituindo o ambiente em que vivia o Conde e sua família .
Ao lado da Estancia , um açude artificial , "El Tajamar" (1659) , construído pelos jesuítas para abastecimento da Missão ,completa a paisagem .

"El Tajamar" visto da Estancia . Os jesuítas construíram o dique para abastecimento da Missão .



FAÇA A COISA CERTA : O melhor auxílio para orientar sua viagem é o sitio eletrônico da Municipalidade de Alta Gracia :

www.altagracia.gov.ar

domingo, 28 de dezembro de 2014

GUIA GASTRONÔMICO DE ASSUNÇÃO (II)


Continuando a saga gastronomica na bela Assunção , descortinaremos mais alguns bares , restaurantes e cafés que nos encantaram na capital guarani .

TABERNA ESPAÑOLA -

O proprietário é um autêntico conterrâneo de Cervantes e  o local é meio que ponto de encontro da numerosa colônia ibérica em Assunção .
Como se não bastasse a comida ser divina , a decoração é espetacular ,com centenas de cacarecos pendurados nos tetos e paredes dos quatro distintos ambientes que compõem a casa . Eu , que adoro uma bagunça  disciplinada ou temática , me encantei .A comida é tão boa que , num único dia , almoçamos e jantamos lá .
O carro-chefe são as paellas é claro ,mas há gazpachos , cozidos , guizados , enfim tudo da celebrada culinária mediterrânea do país do rei que não gosta de elefantes .




Olha a decoração deste lugar incrível .




Muitos espanhóis frequentando o restaurante no dia em que fomos.




Precisa de legenda ?
 Carta , serviço e guarda dos vinhos também impecáveis .


FAÇA A COISA CERTA : Taberna Española - Calle Ayolas 631 , centro.
Sitio eletronico : Eles estão no Facebook - www.facebook.com/pages/Taberna-Española .


BAR SAN ROQUE -

Outro bar tradicionalíssimo da cidade é o San Roque . Possui uma separação bem clara entre seu restaurante , mais sério , e seu bar , este mais descontraído , mas com um mobiliário antigo, digno de registro .
Ficamos no boteco assistindo Boca Jrs (Arg) x Cerro Porteño , pela Copa Sulamericana . Como só tinha Olympista diante da TV  , foi uma farra danada com a sapecada de 4 a 1 dada pelos argentinos . Pedimos um surubi com molho de aspargos no , para comer de joelhos . Lembremos que o Paraguai está situado numa região de generosos rios , inclusive parte do Pantanal . o que faz do país um pequeno paraíso do pescado fluvial.




O San Roque tem 114 anos de história .




Repare a beleza do mobiliario da casa centenária . Ótimo lugar para uma Pilsen gelada após um dia de passeios .

FAÇA A COISA CERTA - Bar San Roque : calle Ayala esquina com Tacuary.
Sitio Eletrônico - Eles estão no Facebook : www.facebook.com/ Bar San Roque



CAFÉS -

Se voce , assim como os editores do PERNA , também não consegue passar mais de duas horas sem uma boa xícara de café , vai adorar Assunção . A cidade conta com ótimas opções tanto nas ruas como nos principais shoppings .
Apesar das boas marcas locais , escolhemos as consagradas casas argentinas que tem dúzias de franquias no Paraguai , como Café Martinez , Bonafide e Havanna .O Martinez (meu preferido)  tem uma loja bem no centro , ao lado do Pantheon de los Heroes  e as 3 casas estão presentes no Mariscal Shopping e no Shopping del Sol .



FAÇA A COISA CERTA 
Sitios eletronicos : www.cafemartinez.com

                                www.bonafide.com.ar





sábado, 27 de dezembro de 2014

GUIA GASTRONÔMICO DE ASSUNÇÃO (I)

Como temos enfatizado aqui no Blog , desfaça sua impressão do Paraguai como local de compras , especialmente das quinquilharias de Ciudad del Este. Assunção é uma capital , pequena, mas cosmopolita , bem urbanizada , com boas opções culturais e históricas e excelente gastronomia .
Em nossa curta estadia ,de 4 dias , pudemos experimentar bons restaurantes , bares e cafés e deixaremos aqui algumas dicas dos nossos preferidos.

UN TORO Y SIETE VACAS -
O curioso nome desta parilla se deve à história da formação do gado paraguaio . Reza a lenda que os colonos espanhóis trouxeram varias cabeças até o porto de Buenos Aires , que dali subiram margeando o Prata e o Paraná . Entretanto , só chegaram vivos a Assunção 1 touro e 7 vacas , que originaram então o rebanho paraguaio . Teve trabalho na vida, o tal o touro !Uma vaca para cada dia da semana !
Enfim , lenda ou verdade , o restaurante representa bem a tradição platina de carnes nobres e grandes parillas . Belos cortes , seguindo os padrões argentinos , serviço excelente , ambiente requintado e cerveja Pilsen (paraguaia , maravilhosa) geladísima compõem um quadro que tornou o restaurante, o nosso preferido na "Madre de las ciudades ". Neste curto período de viagem visitamos a casa duas vezes.


O ambiente é climatizado e muito agradável .Uma curiosidade é a onipresente mandioca (Yuca!) como tira gosto ou entrada , em quase todos os restaurantes paraguaios . Ótima herança guarani .


PILSEN geladíssima ( no calor de Assunção é fator de sobrevivência)




FAÇA A COISA CERTA : UN TORO Y SIETE VACAS - Calle Malutin , 703 , bairro Villamorra .
Sitio eletronico : www.untoroysietevacas.com.py



BOLSI -

Tem jeito de butecão , mas é muito mais que isso .Fundado em 1960 é o ponto de encontro dos asunceños por excelência .Tem mesinhas cobertas na calçada e mesas internas , mas o charme do lugar é sentar-se no imenso balcão ( a "barra") que circunda  a área de atendimento .A TV está sempre ligada num canal esportivo e se voce pegar um jogo do Cerro Porteño ou do Olympia para acompanhar , tanto melhor .
O lugar é restaurante , bar confeitaria , doceria ." Tudo ao mesmo tempo agora" , como cantam os Titãs .
Nossa pedida foram empanadas , dos mais diversos sabores , regadas por carmenére chileno (desta vez , não teve como prestigiar a enologia local!) ,sentados nos tamboretes do BOLSI . Programão !





O tradicionalíssimo bar é de 1960.


 

Além de bar e restaurante , o BOLSI é uma requintada doceria e confeitaria .




Visão parcial do balcão , onde todos parecem se conhecer.


FAÇA A COISA CERTA 
 - BOLSI : Calle Estrella esquina com calle Alberdi , centro.
Sitio eletronico : www.bolsi.com.py